Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM)

Começou a Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM). Ela acontece dentro do Agosto Dourado, um mês onde diversas organizações e indivíduos, em todo o mundo, se dedicam com mais ênfase à proteção , promoção e apoio ao aleitamento materno em todo o mundo. Em algumas cidades, grupos estão organizando atividades diversas.

É possível falar sobre um monte de coisas dentro de amamentação. Diversos posts, em blogs e nas redes sociais, estão falando de amamentação na primeira hora de vida, importância do aleitamento exclusivo até os 6 meses, sobre aleitamento prolongado etc. Você pode procurar pelo assunto nas redes sociais usando a hashtag #smam2018 ou no Google (procure por SMAM 2018).

Para amamentar é preciso um bocado de paciência. E perseverança. E desejo, acima de tudo. É preciso querer.

parto.infoparto.info - mais de 60 links (textos e vídeos) com informação de qualidade sobre gestação, trabalho de parto, pós-parto e amamentação. Tudo em um só PDF. E o download é gratuito!

Para alcançar seus objetivos na amamentação, é preciso informação. É necessário preparação – não do peito, nada de esfregar bucha ou coisa do tipo. Preparação da cabeça, mesmo. E isso pode ser feito já na gestação.

Para manter a amamentação, por 6 meses, 1 ano, 2 anos, quanto tempo for, é preciso apoio. Não pitacos desnecessários, apoio mesmo!

Ao contrário do que muita gente pensa, amamentar não é um ato automático e natural. O início pode ser bastante difícil e doloroso e, às vezes, é preciso ajuda de algum profissional especializado, como uma consultora em aleitamento ou um pediatra que seja realmente pró-amamentação.

Nem sempre amamentar é fácil e prazeroso. Algumas mães não gostam. Algumas optam por não amamentar ou por desmamar o bebê bastante cedo. Eu não gosto de dizer um “tá tudo bem” super genérico, mas a verdade é que sim, está tudo bem. Se você optar por amamentar ou não, está tudo bem. O que importa, de verdade, é que sua decisão seja tomada com base em informações reais, atualizadas, e não por achismos, palpites ou orientações mal feitas.

Mas, se você curte amamentar e quer ajuda para este momento – seja o início, com bebê recém nascido, na metade ou no final da sua caminhada, conte comigo! Estou aqui para ajudar.

Um abraço!

***

Esse texto chegou primeiro no WhatsApp de quem assina a minha lista de transmissão. Quer participar?

 

Rina Noronha

Sou doula de parto e pós-parto, além de consultora em aleitamento materno. Também atuo com aromaterapia, massagem terapêutica para mulheres, organização de enxoval e quarto de bebê. Se quiser conversar, estou à disposição.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *